+

O papel das Oficinas...

Ricardo salgado oferece oficinas para estudantes de todos os graus, que se encantam com sua arte e despertam para a sustentabilidade do planeta. Normalmente, as oficinas são oferecidas no decorrer do evento com Exposição e/ou palestra sobre a arte e a Logística reversa aplicada.

Nestas oficinas, o aluno tem contato com o material utilizado e aprende em rápidas explicações quais as peças que se pode utilizar, quais as que não devem ser abertas e qual o descarte correto.

A Logística Reversa na Sucata Eletrônica

sucata eletrônica integra a lista de produtos com capacidade de uso exaurida, seja por falha ou por obsolescência tecnológica. ... São recursos naturais em uma sucata eletrônica os metais preciosos (ouro, plata, platina e outros) e os metais base (alumínio, cobre, latão e ferro).

logística reversa é um instrumento de desenvolvimento econômico e social que consiste num conjunto de ações, procedimentos e métodos utilizados para viabilizar a coleta e restituição de resíduos sólidos do setor empresarial.

Após a coleta da sucata eletrônica, o processo de reciclagem começa por uma triagem, que pode ser feita manualmente ou por um computador. É feita a separação dos equipamentos em condições de uso, que podem ser doados ou vendidos, dos que não podem ser reutilizados.

O processo de reciclagem, além de preservar o meio ambiente também gera riquezas. A reciclagem contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar.

Meio Ambiente

Os aparelhos considerados sucata eletrônica passíveis do uso de logística reversa, possuem em sua composição metais pesados como chumbo, selênio, mercúrio, zinco, níquel e cádmio que, em contato direto com a natureza, podem provocar danos irreversíveis.

Responsabilidade

Toda empresa tem o dever de fazer o descarte correto de aparelhos e equipamentos eletrônicos que estão inutilizados e que são considerados sucata eletrônica. A obrigatoriedade está prevista na Lei 12.305/2010, que estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos.


Conscientização

Consumo Desenfreado

Os principais fatores responsáveis pelo aumento do lixo eletrônico no Brasil e no mundo, são, principalmente, a constante evolução tecnológica, o aumento do crescimento populacional, o consumismo desenfreado, a obsolescência programada (decisão de desenvolver um produto para que se torne obsoleto rapidamente) e a obsolescência perceptiva (um produto funcionando passa a ser considerado obsoleto devido ao surgimento de uma nova versão).

A cada dia surgem novos modelos de computadores, smartphones, câmeras digitais e outros diversos produtos eletrônicos. A velocidade dos lançamentos e atualizações faz com que esses equipamentos se tornem obsoletos rapidamente, e assim cresce a demanda por uma destinação correta para o lixo eletrônico.